Location,TX 75035,USA
+1234567890
info@yourmail.com

Socialistas querem discutir legalização da canábis

Informação sobre Canábis em Português!

Socialistas querem discutir legalização da canábis

Legalização da canábis em Portugal

Um grupo de militantes da Plataforma Socialista pela Legalização da Canábis quer que a direção do PS coloque a moção setorial apresentada pela JS sobre este tema, na agenda da próxima reunião da Comissão Nacional, entre janeiro e fevereiro.

“Com a contribuição do PS, Portugal é hoje uma das referências mundiais em relação à despenalização do consumo de drogas”, razão pela qual se entende que “estão criadas as condições políticas e sociais para a legalização e regulamentação do consumo da canábis”, lê-se no documento enviado à agência Lusa, que tem como primeiro subscritor o militante do PS/Lisboa Luís Filipe Figueiredo.

Socialistas querem discutir legalização da canábis

Socialistas querem discutir legalização da canábis

“A Plataforma Socialista Pela Legalização da Canábis apela para que o PS inicie de imediato uma discussão pública sobre a legalização da canábis, envolvendo a sociedade civil, e principalmente procure dar voz aos consumidores, cuja defesa é o princípio e o fim de todas as políticas sobre a matéria”, refere-se na mesma nota.

Esta plataforma de militantes socialistas apela para que na próxima Comissão Nacional do PS seja agendada e apoiada a moção sectorial apresentada pela JS no XXI Congresso Nacional do PS, que se realizou em junho passado, na Feira Internacional de Lisboa.

Essa moção, intitulada “Pela legalização e regulação do mercado das drogas leves em Portugal”, cujo primeiro subscritor foi o deputado e anterior secretário-geral da JS, João Torres, aguarda há vários meses agendamento para subir a discussão no órgão máximo partidário entre congressos.

Na mesma situação desse documento sobre “drogas leves” estão outras moções setoriais apresentadas no último congresso do PS: eutanásia, regulamentação da prostituição ou introdução de limites máximos e mínimos nos salários da administração pública.

“A Plataforma Socialista pela Legalização da Canábis reconhece como fator fundamental dos Direitos Humanos a questão da liberdade. A decisão sobre a sua legalização é um ato político que o Governo de Portugal e o PS não podem nem devem ignorar”, acrescenta-se no comunicado.

 

Fonte : JN

 

One Response

  1. […] Vai hoje a votos, na Comissão Nacional do PS, uma moção da JS no sentido de que o partido debata a legalização das chamadas “drogas leves” e […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *